Materiam Superabat Opus

Nossa Sede

O edifício onde está localizada nossa sede, teve sua construção iniciada em 1923 para abrigar o Círculo Esotérico Comunhão do Pensamento, instituição cujo objetivo principal era a evolução da Raça Humana independente de Raça, Credo e Ideologia Política, a edificação fora concluída em dois anos, foi utilizado com Templo do Círculo Esotérico Comunhão do Pensamento até os meados de 1960.

A frente do edifício está caracterizada com estilo neoclássico, com motivos esotéricos e com um simbolismo oculto as pessoas comuns, característica esta comum em todos os templos da referida Ordem.

O escultor dos elementos decorativos do pórtico da Academia, foi o Garanhuense  Renato Pantaleão da Silva, que além de ser membro do Círculo Esotérico, tinha formação acadêmica pela Escola de Belas Artes do Rio de Janeiro, diversas obras fazem parte do acervo da cidade de Garanhuns, dentre as quais podemos destacar o Cristo do Magano, Busto de Dom Expedito Lopes, Busto de Ernesto Dourado, Cristo da Catedral (Senhor Morto), a estatua de São Sebastião na igreja da Boa Vista, sendo uma das mais importante a frente da Academia de Letras de Garanhuns
O ESTILO
As Cariátide (/ kæriætɪd /; grego: Καρυάτις ‘, plural:’ Καρυάτιδες) é uma figura feminina esculpida servindo como um suporte de arquitetura tomando o lugar de uma coluna ou um Pilar de sustentação com um entablamento na cabeça.

No caso da construção retratada é substituída a figura feminina da Cariátide, pelo conjunto arquitetônico denominado Atlantes. O termo atlante, em arquitetura, refere-se a um tipo de coluna antropomorfa onde, os Elementos da arquitetura romana · Arquitetura da Grécia Antiga influenciando a Arquitetura barroca.

Exemplos do modelo aplicado em diversos edifícios em Paris e outras cidades de Provence devido a busca do arquétipo do belo e forte representando a própria Divindade.

Sede do Círculo Esotérico Comunhão do Pensamento em Provence França, utilizando este gênero de escultura. Passamos a viajar no inconsciente dos que projetaram o edifício.
No centro podemos destacar o disco solar, representado em cima no centro da Construção, cuja meta principal seria alcançar a iluminação bem como a própria divindade em, Harmonia, Amor. Verdade e Justiça.

 

Abaixo as nove colunas estilizadas representando os planetas que gravitam na orbita solar e cuja a meta primordial e a busca do sol central, os três nichos vazios que representa a trindade Mística – o seja o positivo (pai) negativo (mãe) e neutro (filho). A Unidade, Fraternidade e Igualdade, máxima das escolas de perfeição.
Abaixo os quatro atlantes que seguram o templo e representa os 04 elementos que sustentam a orbe, O fogo, A água, A terra e o Ar. Acima da porta as asas aladas representando o disco solar com o nome da divindade suprema que tudo criou e onde tudo será absorvido por ele, nome que não deve ser pronunciado pois haveria a profanação do som produzido do Grande e Supremo Criador de Tudo e Todos desde a criação do Universo até aos mundos subatômicos, pois tudo é a expressão de sua criação e expansão de sua consciência;

Na parte acima da porta e janelas existe uma grade de ferro em semicírculo, que serve para entrada de luz e ventilação representa os raios solares que tudo cria e destrói, e fica demostrado que nada é eterno exceto a divindade.
No frontão e típico das construções estilo neoclássicos e comum nos templos da Ordem Maçônicas e do Círculo esotérico Comunhão do Pensamento.
A exemplo existe outro belo grupo – já com cores Blade Runner – no prédio do Círculo Esotérico da Comunhão do Pensamento, na rua Dr. Rodrigo Silva, 55, perto da Praça João Mendes São Paulo. Quatro Atlantes gêmeos univitelinos, enredados pela fiação elétrica e resistindo contra todos os desprezos. Um deles com um braço perdido na batalha contra o tempo.

Deve-se observar a semelhança no templo apresentado e na frete de nossa Academia vejamos o detalhe do Atlante.

Durante o início do século XX, o Círculo Esotérico Comunhão do Pensamento, esteve no centro da elite de intelectual, inclusive tendo uma gráfica onde difundia os livros e manuais para aqueles que buscavam o autoconhecimento, e a evolução da raça humana. Vale salientar que a Livraria Helena do saudoso Ruy Pereira localizada em Garanhuns, publicou diversas obras entre as quais o Almanaque do Pensamento, além da obra de Elipsas Levi entre outras.

A Ordem esteve ativa até início dos anos 1960, quando ficou inerte, sua sede foi utilizada para aulas de alfabetização de adultos, e como escola do Mobral, até meados dos anos 1970, quando se tornou a sede de Nossa Academia de Letras de Garanhuns, nosso eterno agradecimentos aos membros desta conceituada Ordem em nos contemplar   com a sede de Nossa Instituição.
Que os ideias que nortearam a construção do Edifício sejam a meta de nossa instituição, onde a Harmonia, Amor, Verdade e Justiça, como bem diz no nosso editorial o confrade Paulo Gervais:
“Aqui nos reunimos, de portas abertas, para celebrar o gosto, a arte e o ofício da palavra; esta mesma palavra que, desde quando anunciada pelo apóstolo São João, habitou entre nós como a promessa de um mundo novo. ”

 

(Texto: Luis Afonso de Oliveira Jardim)

O que achou? Abaixo desta publicação tem um campo para comentário, comente agora!

 

One Reply to “Nossa Sede”

  1. Hi, this is a comment.
    To get started with moderating, editing, and deleting comments, please visit the Comments screen in the dashboard.
    Commenter avatars come from Gravatar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.